um pouco mais sobre mim...

Minha foto
Casada, escritora, com a alma rodeada de perguntas... Amo meu marido, minha família e meus animais de estimação. Sou um pouco ansiosa, gosto de tudo o que faz bem. Amo escrever... Isso faz de mim elo com os sentimentos que me consomem e que vagam por entre as pessoas. Sou uma pessoa extremamente intuitiva, que adora ouvir música (extremamente seletiva quanto a isso), que ama escrever, que faz do amor sua fonte de energia vital... Sempre!

sábado, 18 de maio de 2013

Cigana




Gosto de bagunçar suas ideias.
Seus lençóis.
Sua vida.
Mesmo ao longe.
Ao telefone.
Gosto de adentrar nos cabelos.
Nos apelos.
Nos desejos mais audazes.
Gosto da curva.
Do turbilhão.
Da maré alta.
É nela em que surfo.
É nela em que me faço louco.
Gosto da aventura.
Da rua escura.
Da neblina.
Não sou fã do sol.
Não gosto do que perturba.
Do que conecta demais.
Sou das desconexões.
Das intempéries.
Das tempestades de vento.
Sou flor de maracujá.
Beleza ímpar.
Quase azeda.
Sou do vinho na boca.
Sou do batom vermelho paixão.
E do lápis bem marcado.
Gosto dos corsets.
Dos colares.
Das pedras avermelhadas.
Dos rubis de grande valia.
Não sou, de jeito algum,
Dos topázios e das ametistas.
A pureza de sentimentos e sensações
Tem dias em que me enoja.
Sou dos tangos bem dançados.
Com todas as pernas e entrelaços.
Odeio a valsa, o minueto.
Coisas do século XIX
São para meninas-moças.
Sou do odor das rosas colombianas.
Jamais das flores de jasmim.
Sou da cor que atiça, que provoca.
Os olhos expressam o prazer.
A boca, semiaberta,
A delícia que sou!
Sou volúpia e luxúria.
Sou extremo polar.
Sou seu desejo mais ardente.
Daqueles de se chupar de canudinho!
Gosto de ser assim.
Gosto de provocar seu sexo.
Gosto de lhe levar ao delírio.
Gosto de lhe fazer urrar, tão dentro.
Gosto das línguas, dos beijos.
Dos desejos mais diabólicos!
Dos pecados mais saborosos.
Das lembranças mais perversas.
Sou da magia negra.
E das cartas do tarô,
Das borras do café.
Sou cigana com saia rodada
E cordão de ouro no colo.
Trago o encantamento nas veias
E a destreza na ponta da língua.
Gosto de lhe provocar tão profundo!
E essa característica nômade,
Tenho certeza,
É o que lhe atrai a mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário