um pouco mais sobre mim...

Minha foto
Casada, escritora, com a alma rodeada de perguntas... Amo meu marido, minha família e meus animais de estimação. Sou um pouco ansiosa, gosto de tudo o que faz bem. Amo escrever... Isso faz de mim elo com os sentimentos que me consomem e que vagam por entre as pessoas. Sou uma pessoa extremamente intuitiva, que adora ouvir música (extremamente seletiva quanto a isso), que ama escrever, que faz do amor sua fonte de energia vital... Sempre!

sábado, 15 de junho de 2013

Hoje Pode!



É noite de Santo Antônio.
Noite de curtir seresta.
Noite de vestido de festa,
Todo feito de chita e fuxico.
Noite de olhar a fogueira estalar.
E sanfonar um pouquinho o esqueleto.
De comer arroz doce com canela
E pedir só para ela
Aquele beijo apaixonado.
De deixar de lado
Todo o recato de menina-moça.
E abusar do batom vermelho.
O santo que me perdoe,
Mas hoje pode!
Afinal, ontem foi dia do amor.
E ele, mais do que ninguém,
Sabe o que significa isso!
Então, não me venha com chouriço...
Quero mais é me acabar!
Vou dançar a noite toda.
Requebrar todo o quadril
Com saia rodada de prega
E maria-chiquinha no cabelo...
Bem infantil.
Ah! Sem esquecer as pintinhas de lápis preto nas bochechas,
Para alegrar o coração.
Hoje pode!
Deixar de lado a cara sisuda
E exclamar sorrisos com dente pintado.
Chupar pirulito de coração.
E dançar ao som do xote.
Hoje pode!
É noite de Santo Antônio.
Noite de afogar o santo, as mágoas.
Até “o ganso”, se der vontade.
Hoje pode!
Afinal, é festa!
E de festa não há quem não goste!

Nenhum comentário:

Postar um comentário