um pouco mais sobre mim...

Minha foto
Casada, escritora, com a alma rodeada de perguntas... Amo meu marido, minha família e meus animais de estimação. Sou um pouco ansiosa, gosto de tudo o que faz bem. Amo escrever... Isso faz de mim elo com os sentimentos que me consomem e que vagam por entre as pessoas. Sou uma pessoa extremamente intuitiva, que adora ouvir música (extremamente seletiva quanto a isso), que ama escrever, que faz do amor sua fonte de energia vital... Sempre!

sábado, 22 de junho de 2013

Anjo Meu



Estava à toa na vida,
Sem nada para fazer
Quando me abriu seu melhor sorriso.
Contagiou meus pensamentos
E quase não consigo mais eu pensar.
Chegou sorrateiro, feito criança,
Todo cheio de esperança
Em me roubar um beijo.
E roubou tantos
Que já perdi as contas!
Encheu meus olhos d’água
Quando me trouxe uma rosa nas mãos.
Tremia feito bobo
Ao se unir a mim.
Impossível esquecer!
Impossível não querer lembrar!
Coisa boa essa nossa!
Enche meus pulmões com ares de felicidade.
E depois ecoo sorrisos singelos, mas eternos.
Estava à toa na vida,
Sem rumo a trilhar.
E, de repente, você veio!
Chegou com manto e auréola
Pronto a me resgatar de mim mesma.
E hoje não há como não chama-lo por anjo.
Anjo meu.
Um menino doce, cheio de estrelas...
Que me envolvem, iluminando-me um pouquinho.
As tristezas se foram
No instante em que pôs suas mãos sobre as minhas.
Os sorrisos se abriram, juntos.
E assim permanecem.
Porque há amor.
Porque não há medo em explicitá-lo.
Porque há cumplicidade.
Sem ela, seríamos apenas dois na mesma cama.
Mas, não!
Somos a extensão um do outro.
Porque cremos que isso vai além.
Cremos que o caminhar juntos
Não está só no decorrer dos dias.
Está na união dos pensamentos e das sensações.
Está no querer estar junto...
Assim, sem pressa.
Num domingo de manhã, cheio de chuva e desejo.
Cheio de conforto e aconchego.
Traçamos as mesmas metas.
Sem medo dos tropeços.
Se eles vierem, nós driblamos.
E se cairmos, em algum momento,
A gente levanta junto.
Um na força do outro.
Um no amor do outro.
Sem receios ou besteiras a perturbar.
Sem vergonha de andar de mãos dadas.
De demonstrar a adoração um pelo outro.
Vivemos e sentimos, e vice-versa.
Unidos.
Companheiros.
Porque fizemos do nosso amor todo
Todo o refúgio de nossas almas.
Para as dores, os sabores.
Para que continuemos sempre
Com o reflexo do outro no olhar
E com aquele sorriso doce
Estampado no rosto e no espírito.
Estava à toa na vida.
E desde que você me reencontrou
Piso em flores, sem dores...
Creia sempre nisso.
É verdade.

4 comentários:

  1. que lindo esse amor...uma declaração de amor linda!

    ResponderExcluir
  2. "Suas palavras..esses sentimentos me levam sempre a acreditar ainda mais no amor..esse amor que sei que e possivel existir entre duas almas., amor infinito,para todo sempre..meus olhos se enchem de lagrimas aqui!Lindo!"
    Meire Morales

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, bonequinha!!! O amor, esse amor é sem dúvida uma doçura em minha alma... Obrigada por suas doces palavras, sempre, minha amiga... Crer no amor nos faz maiores... Nos faz quase divinos...

      Excluir