um pouco mais sobre mim...

Minha foto
Casada, escritora, com a alma rodeada de perguntas... Amo meu marido, minha família e meus animais de estimação. Sou um pouco ansiosa, gosto de tudo o que faz bem. Amo escrever... Isso faz de mim elo com os sentimentos que me consomem e que vagam por entre as pessoas. Sou uma pessoa extremamente intuitiva, que adora ouvir música (extremamente seletiva quanto a isso), que ama escrever, que faz do amor sua fonte de energia vital... Sempre!

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Coisa Louca!



Tenho tentado me afastar desse desejo todo.
Contudo é maior que sei lá o que.
É sem explicação lógica.
Sem pudor algum que reste.
Sem querer maior que preste.
Sem algo que infinite.
Porém, é diferente.
De tudo já sentido.
De tudo já experimentado.
É pimenta malagueta na boca.
Para fervilhar o paladar.
É excitação toda à prova.
E sem esconderijos a encontrar.
Coisa louca, essa!
Sem juízo, também.
Porque não acrescenta, suga.
Não eterniza, instantiza.
Não sobrevive, se afoga.
Num afogamento quase diabólico,
Tira a roupa só de imaginar.
E como imagina, Deus!
No meio da noite solitária,
Com vento a gelar os pés.
No meio do dia quente,
Tão quente quanto o querer d’alma.
Não engana, nem promete.
Simplesmente porque não há o que prometer.
Não há um algo constante.
Algo excitante, somente.
Venho tentado abandonar isso tudo.
Não por nada em específico.
Mas, como forma de auto punir-me.
Um punir que seja flagelar, talvez.
Uma autoflagelação constante.
E inconstante, também.
Todavia, é maior que sei lá o que.
Sem definição, sem porquês.
Ah! Mas que é bom...
Isso não há como dizer o contrário!

Um comentário:

  1. Aaaadorei.. sempre tão demais os seus textos... perfeito.

    ResponderExcluir