um pouco mais sobre mim...

Minha foto
Casada, escritora, com a alma rodeada de perguntas... Amo meu marido, minha família e meus animais de estimação. Sou um pouco ansiosa, gosto de tudo o que faz bem. Amo escrever... Isso faz de mim elo com os sentimentos que me consomem e que vagam por entre as pessoas. Sou uma pessoa extremamente intuitiva, que adora ouvir música (extremamente seletiva quanto a isso), que ama escrever, que faz do amor sua fonte de energia vital... Sempre!

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Dama



Madrugada fria e sombria.
Passa das trez e meia
E meu corpo ainda exala
O perfume adocicado
De qualquer dama de luxo.
Junto do gostoso perfume
O gosto do drink
Ainda amarga na boca.
E na alma...
Ah! A alma!...
Esta já nem sente mais
Os sentimentos divinos!
Perdeu-se em meio aos inúmeros lençóis.
Em meio aos muitos falos, dos mais diversos calibres.
Perdeu-se em meio às jóias
Caríssimos mimos
Ofertados por cada amante da madrugada.
Perdeu-se em meio às taças de vinho,
Aos champagnes, aos runs, aos conhaques.
Por vezes a esquentar o corpo
Para uma melhor desenvoltura
De algo que, no fundo, já é sabido fazer
Mesmo com os olhos vendados
E as mãos amarradas
A pedido de um cliente mais ousado.
Noutras, serve de companhia
Para as madrugadas
(Os fins delas)
À cabeceira da cama
Pensando... e pensando...
As roupas seguem no sofá
Já tão amarrotadas
Quanto a decência e os pudores ensinados na infância.
A seda da saia,toda pregueada
É tão suave!
Fruto de mais um amor de madrugada!
E o espartilho todo cheio de pedrarias... 
Sem dúvida o meu favorito,
Usado somente para pessoas importantes.
E hoje, digamos, foi esse dia!
Hoje pude sentir-me 
A mais amada das mulheres...
Fui feliz não só pelo prazer dos movimentos excitantes
Mas pelo valor com que cada beijo significou.
Cada beijo... Carícia.
Coisas que há muito não eram sentidas
Com tamanha intensidade e loucura.
As horas passaram depressa demais!
E o êxtase... Ah! O  êxtase!...
Cada dia melhor.
Mais adocicado
Como o perfume
Que enfeitiça o ambiente.
Quase raiar de sol...
E os pássaros seguem
Cantarolando, felizes
Com mais essa noite.
Vou recostar-me.
Para os sonhos buscar
Num misto de satisfação e desejo,
De loucura e ansiedade
Para mais um encontro desses...
Amanhã ou talvez ainda hoje,
Caso a luxúria torne-se tão gulosa
Quanto cada moeda guardada...
Cada jóia companheira...
Cada bebida e perfume
Inebriando os poros
E os pensamentos...
Sempre!

Nenhum comentário:

Postar um comentário