um pouco mais sobre mim...

Minha foto
Casada, escritora, com a alma rodeada de perguntas... Amo meu marido, minha família e meus animais de estimação. Sou um pouco ansiosa, gosto de tudo o que faz bem. Amo escrever... Isso faz de mim elo com os sentimentos que me consomem e que vagam por entre as pessoas. Sou uma pessoa extremamente intuitiva, que adora ouvir música (extremamente seletiva quanto a isso), que ama escrever, que faz do amor sua fonte de energia vital... Sempre!

sábado, 20 de julho de 2013

Amor de Madrugada



Brisa que invade minh’alma.
Arrepio que percorre cada centímetro de pele.
O esvoaçar da seda branquinha batendo no perfumar da pele,
E o deslizar dos sonhos no coração.
É madrugada de domingo,
E ao som de um metal melódico
Entrego-lhe não só meu corpo.
Entrego muito além dele.
Tudo o que quiser entregar.
Tudo o que tiver vontade.
Sou das sensações todas na ponta da língua,
Do bailar dos dedos nas costas
E do sugar, bem devagar.
Inalo o amadeirado perfume que lhe rodeia
E alquimio os odores todos, formando novas fragrâncias.
Adoro brincar de esconde-esconde com meus desejos.
Com seus desejos.
Sou dos quereres básicos, carinhosos.
Mas também dos audaciosamente inesquecíveis.
Sou das curvas voluptuosas, fartas.
Sou dos beijos na boca, molhados.
E da língua deslizando na pele...
Com ou sem leite condensado.
Sou brisa que invade a janela, além da alma.
E que passa, arrepiando a nuca.
Excitando cada pensamento.
Gosto de lhe satisfazer nas horas mais improváveis.
No meio de uma madrugada gelada
Ou depois de um banho demorado.
Devagar, me enrosco debaixo do cobertor...
E, conforme subo lhe acordo todos os poros.
Perco meu controle...
Deixo com que me controle.
Gosto disso.
De  ver-lhe dono da situação.
Por vezes.
Noutras, gosto de ver-lhe pedindo arrego.
Pedindo um castigo suave.
Uma mordida mais audaciosa.
Uma língua mais pretensiosa.
E um delicioso “satisfaça-me!”.
Essa troca de papéis é apaixonante!
E depois de tudo, o pior é adormecer.
A cabeça fervilha.
A pele pede um novo show.
E a alma, mais um afago.
Afinal, um afago tão grandioso assim é sempre bem vindo!
E de grandeza eu posso dizer que entendo.
De afago, também.
Gosto de perfumes docinhos, de pérolas branquinhas.
E de lingeries pretas.
Que contrastem com a brancura de minha pele.
Que destaquem minhas curvas.
E além delas.
Gosto de poesia.
E de música que envolva...
A madrugada, a pele... A situação toda!
Gosto das estrelas da noite.
E da brisa que arrepia, também.
E de você, adornando tão exclusivamente tudo isso.
Digamos que faz toda a diferença.
Uma deliciosa diferença!
Uma inesquecível diferença
Que eu amo sentir...
Que eu amo satisfazer...
Que eu amo e ponto!
Um tudo misturado,
Sem precisar descrever mais e mais...
Fica nas lembranças e na ponta da língua.
Assim, sem pressa.
E lhe garanto: é de se aplaudir de pé!
Todo o aplauso do momento.
Toda a reverência da alma...
Toda ela.
Toda nossa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário