um pouco mais sobre mim...

Minha foto
Casada, escritora, com a alma rodeada de perguntas... Amo meu marido, minha família e meus animais de estimação. Sou um pouco ansiosa, gosto de tudo o que faz bem. Amo escrever... Isso faz de mim elo com os sentimentos que me consomem e que vagam por entre as pessoas. Sou uma pessoa extremamente intuitiva, que adora ouvir música (extremamente seletiva quanto a isso), que ama escrever, que faz do amor sua fonte de energia vital... Sempre!

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Preciso...



Preciso encontrar sorrisos.
Lágrimas que não sejam incógnitas.
Preciso olhar em tons de furta-cor.
Preciso de afagos sinceros e sem pressa.
De encantamentos além dos olhos.
De magia e doçura em tudo o que meus olhos mirarem.
Se não em tudo, ao menos quase.
Preciso sentir nas mais sutis fibras d'alma
As notas musicais de cada canção ouvida, sentida.
Preciso respirar e inspirar-me de cheiros doces e inesquecíveis.
Experimentar na língua os mais diversos sabores.
Cada um como forma de recordação e aventura.
Preciso sentir na pele o arrepio do frio,
Depois de um vento todo revolto entrando pela fresta da janela.
Preciso sorrir sem motivos.
Dançar sem medo de parecer ridícula.
Cantarolar quando debaixo do chuveiro.
Cantar nos alimenta as cordas vocais, a alma.
Preciso me encantar com as expressões e caretas que faço e que me fazem.
Subir e descer degraus.
Vestir vestidos, saias... sem medo de mostrar minhas curvas.
Preciso sonhar sonhos bons.
Daqueles que, ao acordar,
A gente ainda tem na boca o gosto de quero mais.
Fechar os olhos e preparar aquele chocolate quente...
Para ser tomado sem pressa ou mesmo companhia.
Ouvir a própria voz que vem de dentro.
E querer compartilhar com ela cada detalhe.
Seja ele um belo recordar, seja um aprendizado para toda a vida.
Quero sentir a vivência em cada poro
Como sendo algo que valha a pena .
Quero ouvir meus medos
Sem medo algum dos pensamentos.
Quero dialogar com as pessoas 
Sem vergonha de olhar bem fundo dos olhos
E me sentir despida, invadida.
Quero todo o amor do mundo ao meu redor.
O amor é sem dúvida o quê que move o mundo!
E toda forma de amor nos é importante.
Quero e preciso sentir que estou viva!
Sentir que as cicatrizes hoje só são pequeninas lembranças.
Sentir que cada colar, cada espartilho apertou a alma há vidas atrás.
E não hoje.
Preciso de amor.
Mas de um amor que está dentro d'alma minha.
Porque ainda não nos sentamos para uma prosa tranquila.
Daquelas de crianças quando começam a descobrirem-se gente grande.
Quero, preciso e vou conseguir!      

Nenhum comentário:

Postar um comentário