um pouco mais sobre mim...

Minha foto
Casada, escritora, com a alma rodeada de perguntas... Amo meu marido, minha família e meus animais de estimação. Sou um pouco ansiosa, gosto de tudo o que faz bem. Amo escrever... Isso faz de mim elo com os sentimentos que me consomem e que vagam por entre as pessoas. Sou uma pessoa extremamente intuitiva, que adora ouvir música (extremamente seletiva quanto a isso), que ama escrever, que faz do amor sua fonte de energia vital... Sempre!

domingo, 11 de julho de 2010

MAGNITUDE





lua que vai, sol que desponta...
lá embaixo os ruídos aos poucos surgem.
ainda que olhe pelo pequenino vão de luz
que adentra em meu aposento
posso sentir sua pele ainda gélida,
pelo suor de mais uma noite...
mais um sonho que se eternizou, diante do tão
apaixonante satélite terrestre...
fomos dois e nada, ao mesmo tempo.
pedaços... fragmentos de um amor maior...
sussurros, suores
lençóis ao vento, em meio à sacada
na varanda, nada mais que sua nudez...
em meu corpo, seu néctar...
fonte de prazer, de minha saciedade!
horas de um amor que arranca o juízo,
caso ainda tenhamos algum...
beijo tua boca, e ao que entendo,
navego...
deslizo por entre suas curvas, sua pele...
um arrepio surge, e quase posso sentir um turbilhão
se formar, aqui dentro.
meu pêlos se ouriçam
e, arrepiada dos pés à cabeça,
saio de mim, só para satisfazê-lo!
loba, encarno os mais diferentes papéis...
sou virgem, sem qualquer pudor...
heroína ou vilã...
sou o que quisermos, o que vier.
e quando o sol raia, mais um dia,
ainda posso sentir sua pele encostada em meu peito...
adormece como anjo, demônio...
um mago maravilhoso
que sabe tirar de mim tudo o que quiser
para que sua feitiçaria aconteça...
feitiço pronto, encantamento perfeito...
não há erros ou falhas...
só esse delicioso amor...
essa pele... esse perfume estonteante...
e a certeza de que, quando o sol der
passagem à lua, mais uma noite,
cá estará novamente em meus braços,
para mais um magnânimo encontro...
recheado de prazer...
insanidades e magia...
um amor que é só nosso,
seja debaixo da chuva,
ou apenas numa simples troca de olhares...

Nenhum comentário:

Postar um comentário