um pouco mais sobre mim...

Minha foto
Casada, escritora, com a alma rodeada de perguntas... Amo meu marido, minha família e meus animais de estimação. Sou um pouco ansiosa, gosto de tudo o que faz bem. Amo escrever... Isso faz de mim elo com os sentimentos que me consomem e que vagam por entre as pessoas. Sou uma pessoa extremamente intuitiva, que adora ouvir música (extremamente seletiva quanto a isso), que ama escrever, que faz do amor sua fonte de energia vital... Sempre!

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Toque de Malícia



Venha provar minha renda.
Sou sua prenda, sedução.
Venha mascar minha malícia.
Sou delícia sem explicação.
Sou provocação, excitação, safadeza.
Sou clareza, e também escuridão.
Gosto do rosa, do azul, do verde.
Mas é num preto, vermelho ou branco em que me encaixo melhor.
Com bojo, sem nojo, e um olhar marcante.
Seja falante, seja calado.
Sou marcado, apertado, colado ao corpo.
Desejo à flor da pele.
Pele à beira da loucura.
Venha à procura do que espera encontrar.
Posso surpreender seus olhos.
Posso paralisar seus pensamentos.
Posso fazê-lo buscar meu cheiro, na imaginação.
Posso pular em seu colo, enraizar-me a você.
Fazer com que perca as estruturas.
Com que sonhe comigo lhe perturbando.
Venha provar minha renda...
Sou prenda das boas.
Daquelas que mamãe fez com carinho, com jeitinho para não perder a validade.
Sou tão válida quanto seus olhares voluptuosos.
Sei lhe perturbar, desejar-lhe nos mínimos detalhes.
E minha imaginação é fértil, saiba disso...
Sou imaginativa, criativa, instintiva...
Sou de mordiscar o lábio, na hora do sexo...
Sou quase contorcionista.
Com os olhos e com o restante de um querer na pele.
E de pele alva e perfumada, levemente.
O suave do algodão misturado aos poros.
A renda colada à pele.
A pele colada a você.
E você todo meu!
Porque também sou egoísta!
Ariana, impulsiva e altamente possuidora do que se denomina de minha posse...
Pode ser defeito, não tem jeito.
Mas, é carinho também.
Talvez você se acostume.
Se não se acostumar, não é problema...
Meu poder de persuasão fará o trabalho maior.
Venha provar minha renda.
Sou prenda, com laço de fita a adornar.
Posso acariciar seu melhor presente.
Tente não ter medo.
Posso me aventurar por suas insanidades...
Com toda a satisfação de um querer desejado há anos.
Com a surpresa do agora, do momento rendado,
Com calcinha à boca, sutiã ao chão,
E toda a excitação na ponta da língua, no beijo...
Venha beijar-me a face, os lábios, todos...
Posso me apaixonar e querer que fique mais um pouco!


Nenhum comentário:

Postar um comentário