um pouco mais sobre mim...

Minha foto
Casada, escritora, com a alma rodeada de perguntas... Amo meu marido, minha família e meus animais de estimação. Sou um pouco ansiosa, gosto de tudo o que faz bem. Amo escrever... Isso faz de mim elo com os sentimentos que me consomem e que vagam por entre as pessoas. Sou uma pessoa extremamente intuitiva, que adora ouvir música (extremamente seletiva quanto a isso), que ama escrever, que faz do amor sua fonte de energia vital... Sempre!

domingo, 24 de outubro de 2010

ESCOLHAS



Escolhi viver entre as nuvens
Quando senti a rebeldia
Distante de meus poros.
Escolhi trabalhar com educação
Por imaginar sê-la o caminho.
Mas desisti quando vi crianças
Mais austeras que seus pais.
Percebi que meus pais me amavam
Quando quase os perdi.
Então, escolhi servi-los até a morte.
Escolhi minhas próprias coisas, costumes
Por sentir na alma a necessidade
De ser eu mesma.
Escolhi ouvir meu coração
E hoje grito aos quatro ventos
Que sou feliz porque você existe!
A vida é feita de escolhas.
Decisões que nos dão um nó
Em cada neurônio que ainda nos resta
Após longas "cabeçadas" com a vida.
Um cotidiano ora massante, ora esplendoroso,
Mas recheado por pequeninas decisões
A nos rodear as entranhas
Em busca do óbvio, do coeso.
Uma coesão sem nexo,
Pois o nexo em si não existe.
Faz-se presente quando a alma busca fugir
Hibernar em um mundo
Sem senhas, palavras mágicas
Que dêem acesso a outrém...
Caminha-se por entre ruas, esquinas
E muitas vezes não se sabe
O valor das mágoas que carrega,
A pureza de um amor de juventude
A esplendorosa alegria de pagar
As próprias contas!
Ser dono de si é a chave
A chave para um mundo
Onde ser feliz é o caminho.
Como fazer para tal?
Ah! Isso deixe que a alma diga,
Sussurre ou berre em seus ouvidos
Caso você finja não ouvir suas palavras
Seus conselhos...
Pois há conselhos que nos são dados
Apenas uma vez na vida,
E cabe a nós guardá-los na gaveta
Ou usá-los a nosso bel-prazer,
Em busca de uma felicidade absoluta...
Cabe a nós nossas escolhas...
A nós e mais ninguém, sempre!


Nenhum comentário:

Postar um comentário